Pesquise Aqui

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Sonho, quem é você?



S
onho é aquilo que sobra na nossa mente, enquanto estávamos acordados. E, quando dormimos, adormecemos ou simplesmente cochilamos, as sobras de acontecimentos, fatos, ações, atitudes e lembranças, além de ações que não foram executadas, voltam à tona e nos bombardeiam como uma série de fleches pirotécnicos!
Acontece como se nossa mente fosse um reservatório permeável, de água, este reservatório, com o tempo, vai liberando gotículas até não mais existir a água. Nossa mente é um depósito de informações e devemos, portanto, direcionar onde devemos guardar essas informações. Então, muitas vezes arquivamos situações do dia a dia em lugares bem guardados, pois não queremos esquecer jamais; noutras situações deixamos os acontecimentos num espaço mais acessível, pois precisaremos nos lembrar mais cedo e/ou com mais frequência. Porém, existem ações e situações que nós ainda não realizamos, são planos, projetos, ideologias, perspectivas, esperanças acesas; estas ficam, muitas vezes, jogadas na nossa mente, sem nenhum lugar para comportá-las e liberá-las quando precisamos... Os sonhos, então, são essencialmente, essas “inclinações de ações” ou apenas pensamentos incompletos, que não viraram realidade ou que não tenham sido direcionados para nenhum lugar especifico dentro das “caixetas” da mente, assim como desejos muito profundos e até irrealizáveis.
Logo, se durante o dia você especulou sobre algo, fez planos e não cumpriu, “encasquetou” certa ideia na cabeça, planejou algo e não realizou e logo depois não pôs fim nessas ondas que trafegaram sua cabeça o dia todo, certamente ao adormecer estes fleches virão em forma de sonho, de pesadelo, de mau sono etc.

JaloNunes.

Sem comentários:

Enviar um comentário