Pesquise Aqui

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Santo Padre Cícero do Juazeiro



E
u confesso que o calendário/anuário 2015 da Paróquia de Nossa Senhora do Amparo, de Palmeira dos Índios/AL (“doado” aos dizimistas) me chamou a atenção. A curiosidade se deu por causa de algumas fotos de “santos” que enfeitam parte do cabeçalho do calendário, em cuja linha figuram: Pe. Ibiapina, Pe. Rolim, Frei Damião, Madre Teresa de Calcutá, Pe. Cícero, Dom Helder, Chiara Lubich, Drª. Zilda Arns, Papa João XXIII, Papa João Paulo II e Papa Francisco.
Quem me fez curiar foi Pe. Cícero porque cresci ouvindo os romeiros e seus descendentes dizendo que ele era santo e que seus milagres eram evidentes e comprovados pelo povo, ao passo que os “mais entendidos” diziam que não; ele nem era santo, nem viria a ser, por conta de sua prática política, dentre outros modos de ser...
Então fui à internet e me surpreendi ainda mais: a Igreja Católica, através do Papa Francisco está a reabrir o processo de reabilitação e posteriormente, oficialização para reconhecê-lo beato e depois santo...
“O padre Cícero Romão Batista, o maior líder religioso e político do interior do Ceará, nos anos 30, já foi reabilitado, na prática, pela Igreja Católica Romana, depois de ter sido silenciado e excomungado há mais de 100 anos. Os processos de reabilitação e, depois, de oficialização como beato e santo, estão sob exame do próprio papa Francisco. Ele decidirá se o Padim Ciço do Juazeiro será beatificado e canonizado numa de suas duas visitas ao Brasil, previstas para 2017 e 2018.
Seu nome já integra, como referência para a comunidade católica, o programa oficial do 13º Encontro Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (Cebs), que será realizado de 7 a 14 de janeiro de 2014, em Juazeiro do Norte, a cidade do padre Cícero, a 500 km de Fortaleza, sobre o tema ‘Justiça e Profecia a serviço da Vida’[i]”.
Após ist0, fiquei boquiaberto...! 
JaloNunes.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário