Pesquise Aqui

quarta-feira, 25 de março de 2015

Há Alguma Insensatez nas Ruas do Brasil?



E
stão dizendo (grupos minoritários e irracionais) que a Presidenta Dilma é contra os pobres e que as medidas tomadas acarretaram na desgraça do Brasil, prejudicando especialmente a classe baixa, ou seja, os pobres! Mas, isto é uma falácia! Afinal de contas pobre não tem carro, logo, não foi afetado pelo aumento dos combustíveis; pobre não usufruiu nenhum centavo dos recursos angariados pelo Petrobras, isto significa que os recursos desviados não fizeram nenhuma falta aos pobres; pobre não entra num supermercado, ou açougue para encher carrinhos e mais carrinhos de produtos alimentícios, higiene, limpeza etc., então, o aumento dos produtos da cesta básica e de outros produtos de uso familiar, não afetou a rotina do pobre... Dificilmente pobre vai ser afetado com o aumento ou com a diminuição da economia brasileira, mesmo porque, sendo rico ou não, o “país dá” somente o mínimo, ao pobre!
Para sermos mais compreendidos é preciso, então, descrever com clareza quem é que está sendo afetado negativamente em nosso país... Os discursos aleatórios, falaciosos, incoerentes e de duplo sentido, precisam ser repensados e reformulados, pois a população está cada vez mais atenta contra os espertalhões.
Mas, se falarmos de classe média e assim sucessivamente, podemos afirmar que uma “desgraça” se alastrou no Brasil... Mas deixo aqui uma recomendação: se os produtos, os serviços, a escola do filho, o shopping, a viagem internacional, a faculdade entre outras aumentaram; bem como os combustíveis..., venda o seu carro e continue alimentando a sua fome de consumo!
No início do texto eu falava em grupos irracionais... E com razão: tem gente indo às ruas por diversão, batendo panelas por vadiagem, querendo voltar a um regime de ditadura, ora, quem está nas ruas parece não ter história e cultura dentro de si... E quando nos encontramos num estágio a-histórico nos tornamos vítimas da nossa própria insensatez...
 JaloNunes.

Sem comentários:

Enviar um comentário