Pesquise Aqui

terça-feira, 7 de abril de 2015

Tema: Adolescência





C
enário: uma escola da rede Estadual de ensino, etapa fundamental II. Um dos corredores acolhe uma adolescente, que chora ininterruptamente!
Outra, com fama de sapeca, passava pelo referido corredor e ouviu os murmúrios inconsoláveis.
- Por que estais chorando, minina?
Respondeu ela, numa mistura de choro e lágrima, verbos e arrependimento, a jovem curiosa:
- Eu, eu perdi, o, o, cad-ba-dar-sso-ço...!
- Oxé, minina, esse chororô todo, só por que tu perdesse um cadarço!
A pobre adolescente olhou para cima, para o rosto da amiga curiosa e respondeu:
- Não, não foi o cadarço, foi, foi o cabaço... (choros); e minha mãe vai me matar...!
- Eita, bixiga, e pra que peste tu fosse abrir as pernas, tava coçando, era?
Lamentou a pobre:
- Foi a-a-a fraqueza... O pior é que foi, foi, no Cri-is-is-tooo... (choros).
_ Homi, tu só podia ta com o “xibiu dando lapada”, ? Pra subir na ladeira do Goiti e perder o cabaço, na frente do Cristo, kkkkkkkkkkk...!
- Eu jááá dissee, foi a-a-a fraqueza...
Continuou a curiosa:
- Então agora tu sobe lá e vai procurar o teu cabaço, dizendo: cabaço, cadê você, vem aqui; cabaço, cadê você, danadinho, cadê tu, vem cá, de novo kkkkkkk...!
 JaloNunes.

Sem comentários:

Enviar um comentário