Pesquise Aqui

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O Incerto Futuro da "Seleção Brasileira" de Futebol


Obs. escrevo este texto apenas porque o Brasil venceu ontem a Seleção de Futebol do Peru, pelo placar de 3x 0. Se não fosse isso...
Levando em conta que nesta Eliminatória para a Copa do Mundo de 2018 (Rússia), o Brasil venceu apenas a Seleção da Venezuela e a Seleção do Peru (última e penúltima colocadas, respectivamente, na competição); e ao enfrentar a Argentina (sem Messi), conseguiu um milagroso empate e por fim, contra o Chile perdeu por 2 x 0, podemos adiantar que a “Seleção Brasileira” vem se arrastando, com grandes chances de ficar pelo meio do caminho, numa situação de verdadeira lástima!
Os próximos confrontos que ocorrerão em 2016 são contra:
Uruguai; Paraguai; Equador; Colômbia; Bolívia etc. ou seja, uma sequência de pelo menos 4 difíceis jogos para a “Seleção Brasileira”.
Cada vez que eu assisto algum jogo da “Nossa Seleção” eu me irrito ainda mais, especialmente ao ouvir determinados narradores e /ou repórteres, fiéis escudos de ferro de meia dúzia de jogadores medíocres, que na qualidade de jogadores são "ótimos astros". Ontem por exemplo, elevaram aos píncaros da beleza e da eficiência, os caríssimos jogadores Renato Augusto e Elias Mendes, porque um ou outro (não mais me recordo) é o melhor jogador do Campeonato Brasileiro; e são entrosados; e jogando juntos na “Seleção” eles fazem a diferença; e são ótimos; são elegantes; dominam o meio de campo; um deles faz gol; são jogadores do Corinthians (Campeão Brasileiro por antecipação, por causa da sua competência e porque “é o melhor time do mundo”)... Então, seria bem mais cômodo converter “Sport Club Corinthians” em “Seleção Brasileira”, afinal de contas, na real “Seleção” não temos uma Seleção, temos aquilo que é conveniente (seja por questões midiáticas, seja por questões capitalistas) para a Comissão Técnica. E o Corinthians, ao inverso, tem todo um time entrosado e multicampeão!
Mesmo assim, com todos esses elogios, Neymar Jr. ainda foi lembrado como o melhor jogador brasileiro em pleno exercício de suas funções (porém, não se sabe qual delas)... Errava um chute, era porque pegou mal na bola, ou ainda que a bola subiu muito. Convido esses medíocres sensacionalistas do futebol para conferirem a mim jogando uma pelada, aqui num fundo de quintal, quero ver eles vão dizer que “eu jogo mal” ou que a “culpa é da bola”!
Pra cima da gente...! Vir dizer que a seleção ainda é uma equipe em formação! Fala sério, o que isso? - Pelo amor de Deus, então, nesse caso o Dunga e a sua Comissão estão brincando de ser técnico, porque não acerta uma convocação, não escala um grupo competitivo, aguerrido, comprometido, competente e antes de tudo humilde nas atitudes e gigante nas ações, há anos!
Agora vai o prognóstico: esta seleção que aí está não tem competência para se classificar para a próxima Copa do Mundo (2018), e não é só porque se trata de um grupo estranho não, é também porque as demais seleções da América do Sul evoluíram... Só a nossa retroage e "cresce como rabo de cavalo"!
Agora, como eu não sou Mãe Dináh, pode ser que o Brasil se classifique para a próxima Copa do Mundo, porém será da forma mais inglória que possamos imaginar; aí meus amigos e minhas amigas, se preparem, que o Circo estará mais uma vez, Armado!
JaloNunes.
Imagem copiada de: escrevalolaescreva.blogspot.com
Imagem copiada de: estiloproprio.wordpress.com
Imagem copiada em: circuitomt.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário